quarta-feira, 20 de abril de 2011

Cumprindo o I.D.E. de Cristo

“Portanto IDE, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo;” (Mateus 28:19)


                Este texto normalmente é utilizado em eventos que tem como tema MISSÕES. Muito embora o foco do texto não seja a palavra IDE, mas o verbo FAZEI, o ide é muito mais usado.
                Sendo assim, vou seguir o padrão. Hoje falarei sobre MISSÔES e vou usar o IDE. Contudo de uma forma mais inovadora, quero fazer algumas aplicações práticas usando cada letra da palavra I.D.E.
                Vou começar pela ultima letra, a “E” de Evangelização.  A pregação do evangelho, do puro evangelho, é o que está faltando nos dias de hoje. Entretanto esta pregação só será possível com a aplicação das letras anteriores.

1) “I” de Investimento – Sempre quando tocamos neste termo a primeira idéia que vem a nossa memória é a financeira. Embora esta ação esteja ligada a investimento, não é disto que quero falar apenas, mas de um investimento de VIDA, de TEMPO, de ENVOLVIMENTO.
                Mesmo quando as pessoas investem financeiramente em missões, parece-me que há uma acomodação. O Sentimento é: “Já ofertei, fiz minha parte”. Onde está a total consagração? Onde está o Suor? As lagrimas? Ou até mesmo o sangue? Cristo não quer de nós parte de nossa vida, ou parte de nosso tempo, Ele deseja todo nosso ser.
                Em “Mateus 6:33” vemos CRISTO ensinando a busca pelo Reino de Deus em primeiro lugar. É o que vemos em nossos dias é justamente o contrário. As pessoas buscam seus próprios interesses e sonhos, e por isso nunca tem tempo para realizar nada na IGREJA nem na obra de DEUS.
Isto me faz lembrar da segunda letra da palavra I.D.E.

2) “D” de Desapego – Com o passar dos anos esta doutrina foi calada em algumas Igrejas. Com o crescimento das campanhas de prosperidade, o que presenciamos são crentes tão apegados a seus bens, ou as cousas deste mundo que não conseguem deixar de lado por amor a CRISTO.

                Em dois textos vimos o Senhor repreendendo e ensinando a respeito do AMOR a Ele. Em “Mateus 10:37” o amor aos familiares não pode estar acima de amor a CRISTO. E em “Lucas 9:23” o amor a si mesmo também não deve existir. Neste segundo caso devemos negar a nós mesmos.
Enfim, cheguei à última letra.

3) “E” de Evangelização – Quando conseguirmos praticar os dois passos anteriores podemos viver os ensinamentos de CRISTO e vivenciarmos o VEDADEIRO EVANGELHO.
                Sem as duas práticas anteriores, tudo não passará de eventos religiosos. MISSÕES precisa ser mais que um evento de igreja, deve ser a vida desta igreja. Que deve viver todo tempo investindo sua vida, seu tempo e seus recursos em missões. Deve viver desapegada das coisas deste mundo, das ambições terrenas e do pecado que tenazmente nos ascedia. E assim experimentará do PURO EVANGELHO em sua vida.

Cumprindo o I.D. E de JESUS CRISTO.      

Pr. João Roberto Filho

Um comentário:

Pr. Aldenir Araújo disse...

Excelente texto!
Obrigado por compartilhar.
O pregador